Editores da série MOC: Antonio Carlos Buzaid - Fernando Cotait Maluf - William Nassib William Jr. - Carlos H. Barrios

Editor-convidado: Caio Max S. Rocha Lima

Notícias

Crizotinibe recebe aprovação para tratamento de tumor raro nos EUA

Em 14 de julho de 2022, o FDA (Food and Drug Administration) aprovou o inibidor de ALK crizotinibe para pacientes adultos e pediátricos (≥ 1 ano de idade) com tumor miofibroblástico inflamatório irressecável, recidivado ou refratário apresentando alteração de ALK.

A eficácia e segurança do tratamento foram avaliadas em 14 pacientes pediátricos do estudo ADVL0912 e 7 pacientes adultos do estudo A8081013. Dentre os 14 pacientes pediátricos, a taxa de resposta, principal desfecho de eficácia avaliado, foi de 86% conforme comitê revisor independente, com duração de resposta ≥ 12 meses em 58% deles. Já na população adulta, 5 dentre os 7 pacientes apresentaram resposta ao tratamento, incluindo 1 resposta completa, com duração de resposta ≥ 12 meses em 2 pacientes. Os efeitos adversos mais frequentes apresentados na população pediátrica foram vômito, náusea, diarreia, dor abdominal, rash cutâneo, alteração visual, infecção do trato respiratório superior, tosse, febre, dor musculoesquelética, fadiga, edema, constipação e cefaleia. Na população adulta, os eventos adversos mais frequentes foram alterações visuais, náusea e edema.

A dose de tratamento recomendada na população adulta é crizotinibe 250 mg, via oral, duas vezes ao dia. Já na população pediátrica, é recomendado o uso de crizotinibe 280 mg/m2, via oral, duas vezes ao dia.

Por Dr. Daniel Vargas P. de Almeida

Veja também:

Continue sua leitura

Mais informações e estudos no MOC Tumores Sólidos

Acessar MOC

Seja o primeiro a saber das novidades, cursos e novos manuais que serão lançados.

Cadastre-se abaixo para ter acesso:

Seu e-mail
Sua área de atuação

Sobre quais áreas você tem interesse de receber conteúdos?