Editores da série MOC: Antonio Carlos Buzaid - Fernando Cotait Maluf - William Nassib William Jr. - Carlos H. Barrios

Editor-convidado: Caio Max S. Rocha Lima

Mama

Atezolizumabe atinge resultado positivo no tratamento neoadjuvante do câncer de mama triplo-negativo

O uso de um inibidor de checkpoint no tratamento do câncer de mama triplo-negativo é aprovado no cenário metastático, a partir do benefício em sobrevida global demonstrado no estudo IMpassion130 com a combinação de atezolizumabe e o quimioterápico nab-paclitaxel quando administrados em pacientes com tumores apresentando expressão positiva de PD-L1 (expressão as células imunes ≥ 1% em avaliação com o anticorpo SP142).  Em virtude dos resultados desse estudo, o regime vem sendo avaliado em cenários mais precoces da doença, como o tratamento neoadjuvante.

Favorecendo essa estratégia, em 18 de junho de 2020, a farmacêutica Roche® anunciou em um press release que o estudo de fase III IMpassion031 atingiu seu objetivo primário, demonstrando que a combinação de atezolizumabe ao regime quimioterápico com doxorrubicina, ciclofosfamida e nab-paclitaxel foi associado benefício estatisticamente significativo na taxa de resposta patológica completa em comparação ao uso apenas de quimioterapia em pacientes com câncer de mama triplo-negativo inicial, independente da expressão de PDL-1. Ainda segundo a empresa, o perfil de segurança do tratamento foi compatível com o uso das drogas isoladamente, sem novas toxicidades. A magnitude do benefício ainda não é conhecida, porém os dados serão apresentados em um congresso médico no futuro, além de serem iniciadas discussões com as agências regulatórias americana (FDA, Food and Drug Administration) e europeia (EMA, European Medicines Agency).

Por Dr. Daniel Vargas P. de Almeida

 

Continue sua leitura

Mais informações e estudos no MOC Tumores Sólidos

Acessar MOC

Seja o primeiro a saber das novidades, cursos e novos manuais que serão lançados.

Cadastre-se abaixo para ter acesso:

Seu e-mail
Sua área de atuação

Sobre quais áreas você tem interesse de receber conteúdos?