Editores da série MOC: Antonio Carlos Buzaid - Fernando Cotait Maluf - William Nassib William Jr. - Carlos H. Barrios

Editor-convidado: Caio Max S. Rocha Lima

Esôfago

ANVISA aprova nivolumabe para o tratamento do câncer escamoso de esôfago avançado

A ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) anunciou em 1º de agosto de 2020 a aprovação do uso de nivolumabe para o tratamento de pacientes com carcinoma escamoso de esôfago irressecável ou metastático com exposição prévia a quimioterapia baseada em fluoropirimidina e platina conforme os dados do estudo de fase III ATTRACTION-3.

O estudo ATTRACTION-3 avaliou 419 pacientes randomizados a uma razão 1:1 entre nivolumabe ou quimioterapia a escolha do investigador (docetaxel ou paclitaxel). Com um seguimento mínimo de 17,6 meses, o tratamento com nivolumabe reduziu em 23% o risco de morte quando comparado a quimioterapia (HR=0,77; IC de 95%: 0,62-0,96; p = 0,019). O benefício em sobrevida global ocorreu independente da expressão de PDL-1. Nas demais análises de eficácia, a taxa de resposta ao tratamento com nivolumabe foi 19%, com duração mediana do benefício de 6,9 meses. A taxa de eventos adversos relacionados ao tratamento de graus ≥ 3 foi 18% com nivolumabe, destacando-se rash, diarreia, redução do apetite e fadiga como as toxicidades apresentadas em maior frequência.

Por Dr. Daniel Vargas P. de Almeida

Continue sua leitura

Mais informações e estudos no MOC Tumores Sólidos

Acessar MOC

Seja o primeiro a saber das novidades, cursos e novos manuais que serão lançados.

Cadastre-se abaixo para ter acesso:

Seu e-mail
Sua área de atuação

Sobre quais áreas você tem interesse de receber conteúdos?