Editores da série MOC: Antonio Carlos Buzaid - Fernando Cotait Maluf - William Nassib William Jr. - Carlos H. Barrios

Editor-convidado: Caio Max S. Rocha Lima

Dicas

Dica – Dissecção axilar e risco de linfedema

Tirar sangue, medir a pressão arterial, tomar injeção, fazer viagem aérea entre outras ações podem aumentar o risco de linfedema no braço de pacientes que passaram por procedimento de dissecção axilar. Mito ou verdade?

O MOC-Dicas deste mês coloca em pauta esses questionamentos comumente realizados por pacientes no consultório do Dr. Antonio Carlos Buzaid.

Para responder se tais dúvidas possuem alguma razão científica, Dr. Antonio Carlos Buzaid apresenta neste MOC-Dicas dados de um grande paper prospectivo publicado no Journal of Clinical Oncology (JCO) em março de 2016, o qual avaliou o risco de linfedema em pacientes que em geral haviam tido dissecção linfonodal.

Dentre as situações analisadas, o que se observou foi que o maior fator de risco para linfedema nesse grupo de pacientes é a celulite no local.

Assista à dica e conheça os fatores relacionados de fato ao aumento de linfedema.

Continue sua leitura

Mais informações e estudos no MOC Tumores Sólidos

Acessar MOC

Seja o primeiro a saber das novidades, cursos e novos manuais que serão lançados.

Cadastre-se abaixo para ter acesso:

Seu e-mail
Sua área de atuação

Sobre quais áreas você tem interesse de receber conteúdos?