Editores da série MOC: Antonio Carlos Buzaid - Fernando Cotait Maluf - William Nassib William Jr. - Carlos H. Barrios

Editor-convidado: Caio Max S. Rocha Lima

Dicas

Dica – Miastenia gravis

Sabe-se que a primeira hipótese de diagnóstico diferencial de diplopia em pacientes com melanoma metastático é envolvimento meníngeo, mas e se o paciente estiver recebendo inibidor de checkpoint? Além disso, e se o paciente não apresentar cefaleia entre outros sinais indicativos de envolvimento meníngeo? Por outro lado, e se o paciente desenvolver ptose palpebral, um sintoma não relacionado ao envolvimento meníngeo?

Neste MOC-Dicas, Dr. Antonio Carlos Buzaid comenta hipóteses de diagnósticos diferenciais de diplopia em pacientes com melanoma metastático e revela porque a miastenia gravis é um importante diagnóstico diferencial nos pacientes que estiverem recebendo inibidores de checkpoint.

Para ilustrar a dica, Dr. Buzaid compartilha o caso de uma paciente que aos 68 anos foi diagnosticada em maio de 2019 com melanoma metastático de primário desconhecido.

Confira mais uma dica.

Continue sua leitura

Mais informações e estudos no MOC Tumores Sólidos

Acessar MOC

Seja o primeiro a saber das novidades, cursos e novos manuais que serão lançados.

Cadastre-se abaixo para ter acesso:

Seu e-mail
Sua área de atuação

Sobre quais áreas você tem interesse de receber conteúdos?